domingo, 21 de março de 2010

Recovery

Sentia meu coração bater mais forte. Sabia exatamente o que estava acontecendo. Mas não queria acreditar. Tudo ocorria mais rápido do que eu podia perceber. Num dia minha vida era normal. Hoje, posso dizer que perdi completamente o controle dela. Estava em suas mãos. Sentava ao lado do telefone, tremendo a cada ligação que recebia, esperando que sempre fosse você. Sentava na frente do computador, esperando você aparecer. Tudo criava cores quando isso ocorria. A conversa simplesmente fluía. E eu podia sentir que tudo era tão intenso. Tão cheio de vida.
E era ao seu lado que queria estar a todo momento. A todo segundo. Não mais longe. Sempre mais perto que o necessário.
Até o momento de ver você indo. Não me deixando. Apenas indo. Para um lugar que era distante demais para mim. Nunca poderei explicar o vazio que senti. A falta que sinto. Já não sento ao lado do telefone. Já não te sigo a todo momento. Não tenho forças para sair. Não sinto mais o meu coração bater. Já não sinto mais a vida circulando em meu corpo. Era como se eu estivesse embaixo da terra. Com você.

Foi nesse dia que parei. E voltei aos seus braços. Pela última vez.



Promise me, You will not ever leave

And my strength is failing
And I can't go on this way
And this heart's not beating
It just doesn't seem the same




Ouvindo: Recovery - Funeral For a Friend


ps.: Juro que senti um aperto no coração ao escrever isso

3 comentários:

The Writer disse...

Também pudera sentir um aperto no coração... Muito bonito esse texto, e muito forte também.

Jessica disse...

Que texto legal, ein! Já passei por isso, infelizmente :( Mas sem a paradinha bonitinha do "voltei para os seus braços" :/
Sabe, vc n escreve mais com tanta impassibilidade. É uma mudança das grandes, e não deixa de ser das boas tbm :)

Mas pra n esquecer esse momento: Juro que li "Já não sento ao lado do telefone. Já não te sigo no twitter" huahuahuauahua

Vivi Hitachiin disse...

Lindo lindo lindo!
Nossa..até chorei aqui!
E mais lindo ainda é ver esses textos ficando mais profundos, com mais sentimentos.
Dá até pra enxergar a Grasy de outro jeito. :)