quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

One Million Songs

Era estranho encontrar você na rua e apenas falar oi.
Encontrar você pelos corredores e falar pequenas palavras, ri um pouco e depois sair.
Seus passos sempre tiveram tão distantes de mim
Era difícil sentir seu cheiro
Era difícil respirar o meu ar que o seu
Na virada de ano, farei um pedido
Que as luzes das estrelas brilhem sem parar
Que você apareça e segure a minha mão
Que nossos olhares se encontrem
Nenhuma palavra precisará ser dita
Tudo vai dá certo
Você irá rir da minha timidez
Eu irei ficar sem graça
E finalmente eu irei escutar aquela música
E saberei que você também estará escutando
Todos em nossa volta irão nos abraçar
E então poderemos começar um novo ano
Uma nova vida
Eu e você.







Ouvindo: Ein Sommermärchen - Lea Finn

domingo, 26 de dezembro de 2010

Stars

Ela andava cautelosamente pelas ruas daquela cidade desconhecida. Sabia o que podia ocorrer. Tudo na sua volta conspirava contra ela. Todos aqueles olhares. Como se tudo que ela fizesse ou sentisse fosse errado. Mas como alguem podia dizer que tal sentimento era errado? Para ela, tudo era tão lindo e perfeito.
Nada mais tinha importância.
Resolveu encarar todos. Mostrar quem era de verdade.
Resolveu lutar por todos que sofriam do mesmo jeito que ela.
Ela estava do seu lado mais do que nunca.
E com armas em sua garganta para gritar para quem quisesse ouvir.
Essa era ela.
E ela estava pouco se fudendo para quem estava contra ela.








Achei esse texto perdido por aqui. Gosto mtu dele. Muito mesmo. ^^

domingo, 5 de dezembro de 2010

Mais um Fim pt.2

O que falar de 2010?

Eu completei 20 anos. E fiquei desesperada por causa disso.
Eu pensei que nada seria pior na minha vida do que os primeiros meses de 2003.
Mas aí veio 2010, que me fez passar exatamente a mesma coisa, mas por quase um ano inteiro.
Coisas inevitáveis que as pessoas insistiram durante 4 anos que não iria ocorrer, nas primeiras chances, já ocorreram.
Afastei as poucas pessoas que estavam do meu lado.
Afastei ainda mais as que já não faziam tanta questão de estar do meu lado.
Fui no show mais introspectivo da minha vida.
Fui acusada de sofrer de depressão.
Andei sem rumo.
Percebi que é tentador pular do sétimo andar, mas sempre soube que não tenho coragem o suficiente.
E também lembrei que apesar de tudo, eu ainda tenho uma promessa a cumprir.
Contei alguns segredos que eu achei que nunca ia ter coragem de contar.
Guardei outros num lugar ainda mais fundo.
Desisti da vida.
Voltei a viver.
Aprendi mais sobre as coisas que aprendi no ano passado.
Assisti uma coisa que mudou minha a vida.
E me fez querer vivê-la.
Percebi que a tristeza é ótima para escritores.
Mas as vezes ela é tão profunda que não serve nem para isso.

E na verdade eu pretendia ficar muito mais tempo falando sobre 2010.
Mas nessa última semana eu vi uma coisa.
Que talvez esse ano tenha sido ruim, para abrir as portas para um 2011 surpreendente.
2011 nem começou ainda, mas eu sei que apesar dos problemas de 2010 que irei carregar para o próximo, não tem como janeiro e principalmente fevereiro serem ruins.
Eu posso ver pessoas que não vejo há anos, pessoas que nunca vi.
E isso sem contar que o dia 24 de fevereiro para mim era um dia totalmente impossível.
Mas ele existe.
E com ele também existe a chance de uma volta por cima.
De uma ano melhor.


E se tem algo que eu realmente quero é terminar o ano de 2010 com as mesmas pessoas que eu comecei esse ano.
Mesmo que depois a gente volte a se separar.



Eu sei que as vezes eu posso exagerar.
Mas não posso evitar de me sentir assim.




ps.: Eu estava lendo o Mais um Fim pt.1
É meio engraçado ver as coisas depois de um ano.
Os ideais que construir em 2009, borbulharam ainda mais em 2010, mas ainda estou esperando ele criar um rumo.
E mais um ano se passou, e me senti ainda mais próxima da Elizabeth Wurtzel

ps2.: Pq estou antecipando o post de fim de ano? Não sei, só achei que devia postá-lo enquanto tenho coragem para isso.

ps3.: E eu só espero que no próximo ano o "ps3" já não seja mais algo para se deixar escondido.







Ouvindo: Later On - Kate Nash


sábado, 4 de dezembro de 2010

Skeleton Song

And sometimes, at night
I dream of the most terrible things
I take a hammer and I creep out of bed
And I raise it high, and I smash your head
Fibular and tibular and ribs and cages, too
In fact, while I'm here, I'll smash the whole of you
But...Skeleton, you are my friend
And I could never bring your life to an end
Yes, Skeleton, you are my friend
And I will be theere for you until the end

And even though when I take you out you've got me
You've got me standing in an awkward position
With unwanted attention
And a need for explanation
I could never let you go
And that is all I know





24.02.11
O dia em que irei ver a Kate Nash.

Esperando a ficha cair...

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

The Rock Show

ps.: Sabia que eu tinha esquecido de alguem >_<
Mas já arrumei. O 3° ganhou uma mega atração extra.



Já que o assunto é shows impossíveis, resolvi montar o festival dos meus sonhos.
Tem até um dia para bandas que não existem mais.


1° Dia
The Pretty Reckless
Atari Tennage Riot
Hole
Flyleaf
Damone
Joan Jett


2° Dia
The Subways
Plastiscines
The Kills
Love Psychedelico
Blood Red Shoes
Blondie


3° Dia
Drosophila
Uh Huh Her
The Veronicas
Those Dancing Days
The Like (formação do primeiro cd)
The Pipettes (formação do primeiro cd)
Spice Girls

4° Dia
She & Him
A Fine Frenzy
Florence + The Machine
Uffie
Tegan and Sara
Jenny Owen Youngs
Kate Nash


5° Dia
Juliette and The Licks
L7
Veruca Salt (com a Nina Gordon)
Blur
Elastica (formação do primeiro cd)
The Runaways (com a Cherie Currie)


6° Dia
Eyes Set To Kill
Die Mannequin
Kittie
Slipknot
Maximum the Hormone
Evanescence


7° Dia
Sugarcult
Ellegarden
Hoobastank
Unwritten Law
Blink-182
Dominatrix
The Donnas (com a Torry Castellano)




Tem gente que já fez show no Rio, tem gente que já fez show em São Paulo, tem gente que já fui em show deles e tem gente que nem sabe onde fica o Brasil.
Mas o que importa é que esse festival ia ser foda.
Eu iria em todos os dias. Fato.
(Espero não ter esquecido ninguém importante)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Twist and Shout

Quando eu crescer quero viajar por aí
Sentir o vento bater no meu rosto
Encontrar as pessoas erradas na hora certa
Ter uma mão para segurar
Algumas folhas de papel para escrever
Um amigo engraçado para distrair
Quero correr pela praia
Me jogar do segundo andar numa piscina bem funda
Fazer guerra de comida
Gritar o seu nome bem alto sem medo
Escrever frases aleatórias em paredes
Cantar Twist and Shout em uma parada alemã
Quero roubar um banco
E depois jogar todo o dinheiro da cobertura de um prédio
Quero gritar para a lua
E brigar com o sol
Atravessar um oceano num barquinho de pesca
Comer olho de cabra
Montar uma banda com pessoas que não sabem tocar
Ver os destroços do Titanic
E procurar o "Coração do Oceano"
Participar de um video clipe
Eu quero descobrir a verdade sobre o Santo Graal


E quero você do meu lado em todos esses momentos






Ouvindo: Lost at Sea - Eisley

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

The End

Correndo entre os problemas encobertos pelas mesmas mentiras
Tentando me livrar do dia a dia rotineiro
Me deparo com mais um caso desses
Mais uma morte pré determinada
Tentando ligar com o futuro certo
Ela sabia que ele ia morrer, mas não esperava ver isso acontecer
Lutando para tentar reverter o mais inevitável dos destinos
Mas as palavras foram ditas "Agora só resta rezar"
Rezar o traria de volta? Ela rezava. Implorava para acreditar que sim
E o destino chegava mais perto
O medico dizia milhares de palavras dificeis
Mas nada tirava aquilo de sua cabeça
"Não há mais nada a fazer"
As lágrimas se seguravam, mesmo o lenço estando em sua disposição
Chegar em casa era dificil
Mas o mais dificil era encarar a verdade
Foi nessa hora que nossos destinos se encontraram
Estava eu com o mesmo sorriso reconfortante de sempre
Quando as lágrimas não aguentaram, percebi que ele não era útil nesse momento
Ouvia as palavras tentando pensar em algo
Nada que chegava a minha mente era reconfortante
"Agora só resta rezar"
Rezar iria fazer diferença?
Ia mudar o destino daquele pobre rapaz?
Eu queria acreditar que sim.
Ela também.
Mas no fundo, nós já sabemos como tudo irá acabar
Por isso ela chorava.
E por isso eu escrevo.





...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

I'm With You

Tem umas pequenas coisas tão bobas que me deixam tão feliz que faz com que eu me sinta tão boba.

Tentando tirar esse sorriso bobo da cara.
Acho que vou escrever. E lembrar como a vida realmente é.





It's a damn cold night
Trying to figure out this life
Won't you take me by the hand?
Take me somewhere new
I don't know who you are
But I... I'm with you
I'm with you



Eu acho a letra dessa música engraçada.
Mas as vezes ela faz tanto sentido.





ps.: E eu realmente adoro sorrisos bobos sem sentido nenhum.


Ouvindo: Nobody Knows - P!nk

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Jai Ho (You Are My Destiny)

Eu tentava não pensar.
Mas eu podia te sentir a qualquer momento.
Tudo pelo que eu lutava já não fazia tanto sentido.
Sua respiração me deixava mais calma.
Seu toque me deixava mais viva.
Então você puxava a minha mão e me dizia que tudo era verdade.
Mas eu sabia que tudo era apenas um sonho bom.






You are the reason that I breathe
You are the reason that I still believe
You are my destiny





.

ps.: Eu passei boa parte do meu dia escutando essa música apenas por causa dessa parte.



sexta-feira, 5 de novembro de 2010

22 pt. 3

Hum. Oi.
Tudo bem?
É.
Hum.
Ok.
Pois então.
Hoje foi um dia meio diferente né?
Surtei um pouco. Depois relaxei. Pensei em um bando de coisas. E surtei de novo.
Tem coisas que são meio estranhas mesmo.

Mas tem uma fase da vida da maioria dos seres humanos que você acaba de apegando a pessoas que você nunca viu na vida. Ídolos sabe. Você cresce acompanhando a carreira deles. Não precisa ser um maníaco, mas você está sempre ali para curtir o próximo trabalho dele.
Com o passar do tempo, você passa a não ter mais tanta gente para seguir, sua mente fica ocupada com outras coisas, mas algumas pessoas foram tão importantes durante a sua formação que você acaba os seguindo ainda.
Isso aconteceu comigo também.
E desde quando eu vi O Quarto do Pânico pela primeira vez (e isso faz tempo demais) eu ganhei uma nova atriz para o meu seleto grupo.
Se eu encontrasse a Christina Ricci na rua, eu iria surtar.
Se eu encontrasse o Johnny Depp na rua, eu iria surtar.
Se eu encontrasse a Kristen Stewart na rua, eu iria surtar.
E, a Kristen está no Rio.
A Kristen vai gravar uma cena no MEU BAIRRO.
E mesmo que eu não a tenha encontrado, eu estou surtando.





Bom, e que venha o Enem.




ps.: Eu sei que eu sou muito boba.
ps2.: Eu sei que estou parecendo uma pré-adolescente maníaca.
ps3.: Mas desculpa, é inevitável.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Time Running

Minha vida se tornava estreita e sem caminhos.
Sentia cada olhar distante.
Todos queriam tomar conta da minha vida.
Decidir o meu próximo passo.
E eu só queria saber se eu teria tempo suficiente para continuar andando.





Sem internet.
Próximo post só quando a minha internet voltar (seja lá quando for) \o




Ouvindo: Happy Together - The Turtles

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Hello Mr. Heartache pt. 3

14 de outubro de 2008.
Esta é a data do primeiro post desse blog.

E de lá para cá se passaram dois anos (e alguns dias, já que só lembrei disso hoje)!

Esse último ano foi estranho, mas ter onde escrever realmente foi muito útil para sobreviver.
Obrigada bloguizinho querido XD

E obrigada a todos que passam por aqui.
E bom saber que alguem lê isso.

Ok, agora vamos a segunda parte desse post.
Uma semana e meia (talvez duas) de nostalgia com a Ricci.

Bom, essa é uma ideia boba que tive para tentar me fazer pensar em algumas coisas importantes para o futuro.
Irei sair por aí por lugares que foram importantes durante a minha vida e postar no Tumblr com pequenos textos explicativos.
Super simples e nostálgico.
A ideia é meio antiga, mas só comecei hoje pq hoje é o dia de inauguração no Extra aqui perto de casa.
E o que isso tem a ver?
Bom, antigamente a Sendas localizada naquele local tinha duas entradas (em ruas diferentes). Depois de um tempo, eles fecharam uma das entradas. E agora com o Extra, ele voltou a ter duas entradas. E isso me lembra a minha infância. Então hoje é um dia especial.

Pronto. É isso.
Parabéns para o Azulado e acompanhem a nostalgia aqui.
Primeiro post ainda hoje.



\o

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Is Anybody Home?

Goodbye, the future's sold out
threre's no use screaming
who thought we'd ever get this far

Tonight, your faith has come down
to money and a TV
psychics who'd never been to mars and
nazis breast feeding
I know you must be upset
I can't find meaning
I'm sorry, we're sorry
we're all scared, all scared

hey is anybody home?
has anybody wasted tears on
loneliness that everyone becomes

Goodnight, the truth has come out
that everyone's needy
white teeth, a ticket to meet god
and be all that you envy
shotgun under your bed has
started breathing
you shot it, you shot it
I'm bare, I'm bare

Hey, is anybody home?
has anybody painted fear
on bedroom walls that save from...





completamente viciada nessa música e só um pouquinho viciada nesse clipe

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Airplanes

Saí apenas para comprar um cerveja.
E pensar em algo para falar.
Ouvindo Airplaines.
E encontro um homem morto.
Jogado no chão, com um saco preto por cima.
Enquanto a música ainda tocava em meus ouvidos, acabei por pensar certas coisas.

Em alguns momentos, não há o que falar.
Tentarei apenas seguir.





Can we pretend that airplanes in the night sky are like shooting stars?
I could really use a wish right now



Ouvindo: Distant Dreamer - Duffy

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Secret

Caminhando sobre vidros.
Tentando entender cada olhar.
Tentando desvendar seus segredos.
E tentando continuar a guardar os meus.





Ouvindo: Secret - The Pierces

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Warwick Avenue

Ela contava até dez e entrava na loja. Sempre no mesmo horário. Olhava as mesmas prateleiras e nada levava. Passava pela única caixa da loja e a encarava. E em menos de dez minutos lá estava ela, fora da loja.

Todos os dias era sempre a mesma coisa.
Mesmas prateleiras.
Nada levava.
E por fim, passava pela mesma única caixa.

Ninguém sabia nada sobre aquela garota.
A conheciam. Sempre estava lá.
Mas ninguém se interessava de fato por ela.
Provavelmente era apenas mais uma garota problemática.
Alguém que os problemas ninguém queria saber.
Era só mais alguém.
Um dia ela desistiria e ninguém ia sentir sua falta.
Talvez no começo, mas logo todos já teriam esquecido.
E o mundo irá continuar seu caminho.
Mesmo sem ela.




Ouvindo: Hot Topic - Le Tigre

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Blood

Só para me lembrar que eu gosto MUITO desses clipes.
E que esta semana eu estou meio emo.

Funeral For a Friend - Streetcar


My Chemical Romance - I'm Not Okay (I Promise)



Good Charlotte - Predictable


("A incorporação foi desativada mediante solicitação")

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Dance With Me

É estranho ver o final de algo que adicionou tanto em sua vida.
Demorei para acreditar nisso, mas quando comecei a perceber, tudo já estava tão conectado a minha vida.
Era algo que me fazia querer continuar.
É estranho.
Foi um momento tão rápido e tão intenso.
Algo que me fez pensar, rir, chorar, sentir, amar e tantos outros sentimentos que nem sabia que podia sentir.
É estranho pensar que agora tudo isso não fará mais parte da minha rotina.
Mas vejo tudo que isso me ajudou a pensar sobre coisas que já estavam sendo carregadas há tanto tempo e não conseguiam se libertar.


Mesmo com todo esse sentimento triste do final, me pego com um largo sorriso no rosto, enquanto uma lágrima solitária cai sobre ele.


Bom então, Obrigada.
E infelizmente, Adeus.




Feeling is a solitary emotion.

domingo, 10 de outubro de 2010

Lies

Rir faz com que as coisas pareçam mais fáceis.
Mas é apenas uma farsa.
Acredite.
Tudo continua como era.
E tudo continuará assim.
Até que seja realmente resolvido.







Ouvindo: So Right - Dave Matthews Band

Sunshine



Sunshine Cleaning! Sunshine Cleaning! E Sunshine Cleaning! *-*
Juro que quando vi no site do Festival do Rio que ia passar Sunshine Cleaning eu não acreditei. Olhei de novo e de novo. Sim, eu não estava maluca.
O filme de 2008 com a Emily Blunt (Diabo Veste Prada) e Amy Adams (Dúvida) ia passar no Festival do Rio. E eu ia ver, no cinema.
Bom, eu vi no cinema.
E desde o Festival do Rio do ano passado que eu não assistia um filme tão bom. Sério.
Não é aquele bom de "Uau que filme maravilhoso, que roteiro perfeito. Oscar para ele.", não. É simplesmente o filme que eu precisava ver.
Lógico que o filme é realmente muito bom, além das magnificas atuações da Blunt e da Adams. Mas ele é mais do que um filme muito bom. Acredite.
E Meu Deus. Amy Adams + Emily Blunt no MESMO filme = a olhos brilhando durante toda a sessão e durante todo o resto do dia.
Sem explicação.
Esse filme eu até deixo você baixar para assistir. Vale a pena e eu sei o quanto é dificil achá-lo por aí.





Próximo: The Killer Inside Me



ps.: O Festival do Rio terminou no dia 07. Agora só ano que vem =/



quinta-feira, 7 de outubro de 2010

The Fear

Hoje vi escrito numa parede:
"O que você faria se não tivesse medo?"


Fiquei me perguntando durante o caminho inteiro.
Sei bem o que eu faria.
Mas o medo existe.






Ouvindo: Frozen - Within Temptation

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

House of Wolves



La casa Muda. O falso plano sequencia do Uruguai.
Uma historia real e intrigante.
Tirando uma parte da historia que não faz sentido nenhum na minha cabeça, é um bom filme.
Eu esperava mais sustos. Mas é bastante intrigante. E isso definitivamente é algo bom para um filme de terror/suspense.
E o plano sequencia dá um ar bem, mais bem legal pro filme.

Provavelmente irá estrear no cinema, então eu recomendo.






Próximo: Sunshine Cleaning

domingo, 3 de outubro de 2010

Hook And Line

Começou com um simples pensamento.
Algo diferente do normal.
Algo que nunca foi esquecido.
Eu mantinha guardado, junto com as demais coisas que guardo na minha cabeça.
Sempre na mesma gaveta. No fundo. Mas sempre num lugar visível.
Gritando.
Seus gritos começaram a me incomodar, com o tempo.
Já não conseguia ouvir o meu próprio pensamento.
Alguns momento dificeis, talvez.
Mas essenciais.
Um ponto foi essencial.
Me fez pensar.
Me fez entrar em um novo dilema.
Me fez querer gritar.
Me fez querer ser ouvida.
Mas ninguem me ouvia.


Todos estão surdos.

Ou simplesmente sou eu que estou muda.




Eu disse que era obvio.
post altamente pessoal.



Eu precisava de mais álcool? Provavelmente.
Mas no fundo talvez simplesmente não era o momento.
Mas foi útil. Para pensar.
Tirando as proporções que isso tomou, claro.


Vou dá um tempo.
Se antes eu queria que todos descobrissem de uma forma simples.
Agora eu quero esquecer. Por enquanto.
Não todos. Mas a maioria.
Eu irei voltar para a minha rotina. Você também.
E a gente volta a conversar num futuro.




Ouvindo: Gloria - Patti Smith

Queens of Noise


The Runaways.
Preciso falar mais alguma coisa sobre esse filme? Sério?
Pois bem.
O meu filme mais esperado para esse ano. E sem decepções.
Bom, Garotas do Rock como sub-título eh meio decepcionante.
Mas ver o filme no cinema foi realmente mágico.
Todo mundo cantando as musicas juntos.
Nem as fãs juvenis de Crepúsculo tiraram a graça do cinema.
Foda!




Próximo: La Casa Muda

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Welcome Home



E finalmente o Festival do Rio começou para mim.
Na terça. Curling, o filme da parte francesa do Canadá.
O nome daquele jogo chato que por mais que me expliquem, nunca entendo direito.
Pois bem, fui ver esse filme com uma grande expectativa, já que vi várias pessoas falando mtu bem desse filme. Mas tbn com um pouco de medo, já que quase não achei informação visual desse filme.
Mas fui ver.
Baixo orçamento e muitos mistérios. Bom filme, não se pode falar o contrario, mas esperava mais, principalmente do final.
Mas o auge da noite foi a ilustre presença do diretor. Denis Coté e o seu francês canadense.
Como uma jovem futura cineasta, isso com certeza melhorou o meu dia.




Próximo: The Runaways - Garotas do Rock *-*




Ouvindo: Say So - Uh Huh Her

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Explode

Tudo começou da mais simples forma.
Um olhar persistente. Um sorriso tímido. Algumas poucas palavras. Um leve toque.
O mundo parou. Minha visão falhou por alguns segundos.
Seus olhos brilhavam.
As perguntas começavam a rodar na minha cabeça.
Já não sabia o que era certo.
Será que existia algo certo?
Não importava.


Tudo terminou da mais simples forma.
Um olhar triste. Sem sorrisos. Muitas palavras. Uma grande distância.
Meu mundo não existia mais. Nada mais eu conseguia enxergar.
Já não conseguia achar seus olhos.
E as perguntas ainda rodavam na minha cabeça.
O que estava errado?
Será que algo foi certo?
Não importava mais.




"I wanna explode
Watch me"







Ouvindo: Relato de um Homem de Bom Coração - Fresno

domingo, 26 de setembro de 2010

Você pode tentar desistir. Talvez até desista. Mas eu não irei deixar. Não desta vez.




Ainda não é desta vez que irei morrer. Ainda tenho uma promessa a cumprir.





Ouvindo: Como Nossos Pais - Elis Regina

sábado, 25 de setembro de 2010

Freedom

Sentia seu corpo correr atrás de mim, tentando me puxar para o seu lado.
Mas eu não conseguia ouvir nada além daquelas palavras antigas que perturbavam a minha mente.
Andava sem olhar para os lados, tentando me livrar de qualquer tipo de pensamento que me fizesse cair naquele mundo.
Comecei a andar mais rápido. Corri numa direção qualquer, tentando fugir de tudo e de todos.
Foi quando sua mão encostou na minha. Era um calor estranho e reconfortante.
Senti seu corpo se aproximar e me abraçar.
Tudo que eu tentava fugir me atacava com ainda mais força.
Meus pensamentos começaram a se perder.
A areia do chão já não incomodava mais.
O sol começava a ir embora deixando tudo mais bonito.
Apenas sentia que tudo podia ficar mais bonito.
Eu apertava sua mão com muita força.
Sabia o que eu não tinha que fazer, mas era exatamente o que eu necessitava.
A lua começava a brilhar.
Já não tinha tantas pessoas na praia.
Tudo dependia de minhas decisões. Decisões que eu não queria tomar.
O sangue corria em minhas veias. Podia sentir meu coração pulsar.
Então pq eu não conseguia viver?
Pq eu lutava contra tudo que eu queria?
Era isso que eu queria.
Tudo era tão fácil, tão prático.
Mas minha mente não deixava. As palavras surgiam como flashs de uma vida que não era minha.
Não era a que eu queria viver.
E tudo mudava quando eu via o seu sorriso.
Era hora de mudar. De aceitar o meu destino.
De desistir de escolhas e simplesmente seguir.





Ouvindo: The Only Exception - Glee Cast

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

La Estrella y la Luna



As únicas coisas que importam na vida é ter um amigo de verdade, ter um estoque de chocolate para a vida toda e ter toda a coleção de Noblets.


Mas eu tbn aceitaria uma boa dose de café e uma garrafa de uísque.
Pq não, eu não parei de beber. Só fiquei duas semanas e meia sem beber por pura falta de oportunidade.
Mas já passou, ok? xD



ps.: Eu recomendo mtu o filme Mary & Max.


Ouvindo: All You Ever Knew - Eyes Set to Kill

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Dead End Justice

In the naked city
Spaces ain't that pretty
As I was getting dusted
I happened to get busted
Oh yes I was arrested
Oh God how I protested
They beat me with a board
It hurt just like a sword
They kicked me in the eye
My brain began to fry
This is like a movie
I know I'm gonna scream
All the pain that I feel
Makes me feel mean
It's so sad and crazy here
I think I'm gonna cry
If I don't wake up from this dream
I think I'm gonna die












E Parabéns para a Joan Jett (:

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Canção Da Noite

Bom dia Criançada!
Post informativo e ligeiro.

Está dada a largada para o Festival do Rio!

Hoje começou a venda de ingressos.
E dia 23 começa de fato o festival!
Já tenho uma humilde lista de filmes que irei ver e mais alguns na reserva (espero ter dinheiro e tempo para todos)

Serão duas semanas de pura emoção! :D


Minha humilde lista:
- The Runaways
- La Casa Muda
- Como Esquecer
- Somewhere
- Dorian Gray
- Sunshine Cleaning (Sim, Sunshine Cleaning! O filme com a Blunt e a Adams de 2008! Inacreditavel! *-* )
- Machete (Se eu criar coragem para ver até lá xD)
- The Killer Inside Me
- Film Socialisme




:D

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

In The City

Sabe aquela sensação de poder andar pela sua vizinhança com a mesma roupa que você usa em casa e com um par de havaianas no pé. Como no interior, em que as pessoas acordam, arrumam o cabelo rapidamente e vão comprar pão para o café, no mesmo padeiro há 50 anos.
É mais ou menos essa a sensação que tenho quando vou para a casa da minha avó materna. Eu não consigo sentir isso quando vou no interior. Me sinto mais como uma turista estranha com uma câmera fotográfica pendurada no pescoço.

Eu sempre achei que eu fosse uma típica garota urbana que não consegue viver sem barulho de carro e multidão de gente. Bom, talvez eu consiga viver com um pouco de tranquilidade, foi o que pensei hoje mais cedo quando resolvi pegar minhas havaianas cheias de poeira e sair para simplesmente andar. No começo foi meio estranho, mas logo começou a ventar e minha música favorita começou a tocar em meus ouvidos. Quando reparei, estava sentindo aquela mesma sensação citada. Um sorriso surgiu rapidamente.

Então peguei o elevador e voltei para a realidade.





Ouvindo: Holiday, Birthday, Funeral - Now, Now Every Children

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Because of You

I lose my way
And it's not too long before you point it out
I cannot cry
Because I know that's weakness in your eyes
I'm forced to fake a smile, a laugh
Every day of my life
My heart can't possibly break
When it wasn't even whole to start with

Because of you
I never stray too far from the sidewalk
Because of you
I learned to play on the safe side
So I don't get hurt
Because of you
I find it hard to trust
Not only me, but everyone around me
Because of you
I am afraid

I watched you die
I heard you cry
Every night in your sleep
I was so young
You should have known better than to lean on me
You never thought of anyone else
You just saw your pain
And now I cry
In the middle of the night
For the same damn thing

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Playing With Pink Noise pt. 2

Caminhando pela rua como se nada na vida tivesse mais importância. Seguia em passos firmes olhando atentamente para cada ser que passava por ela. Se apaixonando por cada olhar. Da criança babando a senhora com o seu andador. Todos a olhavam com ternura. Torcendo por ela. E ela sabia que podia confiar naqueles olhares. Podia seguir reto e tentar a sua vida.
Sozinha desta vez.




Meu nome é Ricci (apesar das pessoas insistirem em me chamar de Grasy) e estou há duas semanas sem beber (bebida alcoólica).




a Kaki King é simplesmente genial!

Playing With Pink Noise

Tem semana mais nostálgica do que essa?

Eu consegui passar na porta de todos os meus antigos colégios em um mesmo dia. Fiz prova no campos da praia vermelha da UFRJ. Passei perto do antigo prédio do Radical. Fui no CPII do Humaitá. Sonhei com pessoas que eu nem lembrava que um dia eu conheci. Peguei o ônibus errado e fui parar na porta da ACM. Encontrei a mãe do meu eterno melhor amigo de infância. Descobri que eu pego ônibus no mesmo ponto que uma amiga antiga que se mudou para o meu bairro. Ouvi Rouge e Sandy e Junior. Lembrei que a Amy Lee é a eterna musa. Fui na Lagoa Rodrigo de Freitas para vegetar olhando para o nada ao som da voz do Brendon Urie. Fui até a porta do colégio da Bailey, mas obviamente (por causa do horario) ela não tava lá.




Ouvindo: The Only Difference Between Martyrdom and Suicide Is Press Coverage - Panic! At the Disco

domingo, 12 de setembro de 2010

OMG pt.2

1°) Onde é q tá escrito no post anterior q eu não estudei nada?
Eu estudei, oras. Pouco, mas estudei xD

Pois bem, 42 pontos. Isso é igual a um ponto a menos do que o conceito A.
Logo fiquei com B.
Melhor do que nada. Mas eu queria A. Principalmente pq eu errei uma questão que eu deixei marcado a resposta certa o tempo todo e quando fui revisar, resolvi mudar, para a resposta errada. Por causa disso não gabaritei a prova de espanhol ¬¬'. E por causa disso não consegui o meu A.

Ok, agora é esperar pelo aterrorizante mês de novembro.



E vcs queridos amiguinhos que também fizeram a prova da UERJ, quanto vcs tiraram? (:




Ouvindo: Black Balloon - The Kills

sábado, 11 de setembro de 2010

OMG

Ok, a ficha não caiu muito bem.
Mas amanhã tenho minha primeira prova de vestibular: UERJ.

Não tô muito nervosa. Não muito.
(Em novembro estarei mais, acredite)

Bom, é isso. Me deseje sorte. Preciso de sorte.
E um pouco de conhecimentos gerais.



ps.: Não vou ver a corrida amanhã >_< #F1

ps2.: Finalmente irei assistir Meu Malvado Favorito *-*


Boa Noite e até a próxima.



Ouvindo: Hit me Baby. One. More. Time.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Holiday, Birthday, Funeral

Já faz tempo, eu sei. Mas as vezes quando acordo ainda sinto a mesma dor que senti no dia em que aquele maldita bala atravessou o seu peito. Foi uma dor seca e duradoura. Um último impulso acabou por fim com tudo.
Mas na maior parte do tempo, lembro apenas do seu caminhar. Lembro de te admirar enquanto você dava voltas e mais voltas naquele humilde palco. Hoje ele já não existe mais, se quer saber. Sempre que posso, passo na porta, apenas para olhar.
A cidade continua vazia. Alice e Ed continuam os mesmos aloprados de sempre. Sempre tentam me puxar para alguma aventura nova, eu tento fingir que estou bem, e continuo recusando.
Sua família se mudou logo depois da sua.... sua ida. Não sei para onde foram. Não deixaram rastros. Nenhum.
E eu... bom, eu continuo a mesma. Talvez um pouco mais branca e com o pulmão mais prejudicado, mas ainda a mesma que um dia você conheceu.
Alice disse que eu não deveria escrever essa carta, porém acho que é uma boa forma de tentar expressar tudo o que sinto, mesmo que você nunca leia.
Para terminar, eu só gostaria que você nunca esquecesse o quando eu ainda te amo. Teve uma época que tentei esquecer tudo, tudo mesmo. Logo depois que me libertei daquele lugar imundo. Mas não conseguia. Provavelmente eu não queria. Não podia simplesmente esquecer de tudo que passamos. E ao mesmo tempo não posso acreditar que tudo tenha sido tão rápido.
Por tempos me perguntei o pq de tamanha injustiça, a resposta nunca veio. Logo desisti de me questionar e voltei a escrever. Tentei escrever da forma mais fiel possível as minhas lembranças tudo que aconteceu durante aqueles meses. Após alguns barris de lágrimas, acho que finalmente consegui terminar. Espero que você aprove.
Espero a cada dia pelo momento de ver seu rosto novamente. Sinto que a cada dia que passa isso irá acontecer mais e mais rápido. Espero que sim. Não sei se aguentarei muito mais tempo. Mas tentarei sobreviver o máximo possível. Tentarei voltar a viver. Prometo.


Te Amo.

Sarah.


Criei mais uma personagem chamada Sarah para a coleção. Pq eu só tenho dois nomes para as principais mulheres de minhas historias: Anna e Sarah. E cansei de Anna por enquanto.



Ouvindo: Sleep When We are Dead - The Organ Beats



sábado, 4 de setembro de 2010

Sempre Com Você pt. 2

4 anos.
Como o tempo passa rápido não?
Durante esses quatro anos eu realmente mudei. Ou pelo menos comecei a pensar mais em algumas coisas que já me perturbavam antes.
4 anos de pequenos momentos.

Bom, eu dedico esse post a todos que eu conheci no tal de Cefeteq/CefetQuimica/IFRJ.

E em especial a três pessoas.


Mesmo que tudo acabe, certas coisas nunca serão esquecidas.




Ouvindo: Stop - Spice Girls


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Lola



Assistir ao filme LOL serviu para pensar em duas coisas:

1°: Miley Cyrus vai estragar totalmente a personagem da Lola. É sério. Mas pelo menos a mãe será a Demi Moore. De qualquer forma, não espero um bom filme. Mas irei ver, obvio.
2°: Vou começar a escrever um diário. E esperar que alguém o ache e leia.




Ouvindo: Circle The Drain - Katy Perry

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Minhas queridas crianças do meu Brasil,
enquanto esse blog passa por período de "férias", resolvi criar um Tumblr para passar o tempo e exercitar a mente.

Leia, siga e mostre para os amiguinhos.




Ele é verde, saltitante e feliz.



ps.: Comecei a escrever uma novela. Um dia serei contratada pela a Globo e você verá a minha novela no horário nobre e irá correr atrás de mim para fazer uma pontinha nela. Eu irei fingir que não te conheço e voltarei para os meus amigos ricos e famosos.
É brincadeira, tá. Talvez eu arrume uma ponta para você, talvez como um pipoqueiro ou vendedor de drogas.




Ouvindo: Six Feet Under - Marion Raven

sábado, 21 de agosto de 2010

Sim, eu esqueci que tenho um blog.
Ou apenas me tornei uma pessoa sem palavras.



Espero que isso acabe logo.








Ouvindo: Lost in Hollywood - System of a Down

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Runaway

And I feel so alive
I can't help myself, don't you realize?

I just wanna scream and lose control
Throw my hands up and let it go
Forget about everything and runaway, yeah

I just want to fall and lose myself
Laughing so hard it hurts like hell
Forget about everything and runaway, yeah

terça-feira, 20 de julho de 2010

My Best Friend is You

Posso falar que tenho amigos que nunca vi na minha vida,
mas que confio mais do que qualquer amigo que esteja do meu lado.
Posso falar que tenho amigos que nem lembro o nome,
mas estão sempre ali esperando o momento certo
para mostrarem que realmente são meus amigos.
Tenho amigos que não vejo há anos.
Amigos que nem respiram o mesmo ar que eu.
Amigos longe.
Amigos perto.
Mas nem todos são Amigos.

Tenho uma lista grande de nomes de amigos.
Mas apenas poucos considero Amigo.
E para esses, um feliz dia do amigo especial.

E obrigada, por tudo ^^






Ouvindo: Vacina na Veia - Ana Cañas

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Canção de um Verão pt. 3

Tibby era boa em esconderijos. Era isso o que sabia fazer: lacrar-se numa caixinha e esperar. Mas esperar o quê? O que é que estava esperando?
Achou que tinha aprendido a lição quando Katherine caiu da janela. A lição era: não abra, não suba, não tente alcançar; assim não cairá. Mas que lição errada! Tinha aprendido a lição errada!
A lição verdadeira incorporada ao contexto dos três anos de idade de Katherine era o contrário: tente, busque, queira; mesmo que possa cair. E, ainda que caia, poderá ficar bem.
Dobrando os pés debaixo das cobertas, Tibby pensou num corolário da lição: se não tentar, você não poupa nada, porque tanto faria se estivesse morta.



O Terceiro Verão da Irmandade


Até agora o melhor livro da série.


Ouvindo: Die Lüge - Fresno

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Scream

.




Espero que você me ouça.





ps.: o Texas não é longe o bastante.





Ouvindo: Blue - Elastica

domingo, 27 de junho de 2010

Meu coração parou.
Tentei lutar, mas essa maldita força foi mais forte.
Deixei para trás o que mais amava para seguir um novo caminho.
Lágrimas correm na minha direção.
Apenas fico olhando e rezando por todos que amo.






Eu odeio ficar sem saber como agir.
Eu nunca soube o que era perder até começar a pensar sobre isso.
Adeus a todos que foram.

Adeus.






R.I.P.




.

domingo, 20 de junho de 2010

The End!

Eu já deveria saber que nada é para sempre. Mas pareço ainda me chocar quando percebo o fim, principalmente quando ele chega antes do tempo.
No começo tudo é maravilhoso e tudo é eterno. Mas saiba, não será. E quando tudo terminar, você lembrará desse passado com nostalgia, mas depois voltará para o seu presente como se nada tivesse ocorrido.
Acontece. É inevitável.
Mas para mim, tudo ainda é muito estranho. Já passei por isso tantas vezes e ainda não me acostumei. Penso sempre no que saiu errado, mas na maioria das vezes o erro não foi meu. Simplesmente não existe mais. Os números permanecem na agenda do celular, mas já não se tem mais motivos para fazer a ligação.

Juro que tentarei mudar o que está acontecendo. Mas nem tudo está nas minhas mãos.
E citar nomes não irá fazer com que isso mude.


Mas obrigada pelo que ocorreu até aqui. Mesmo que tudo isso tenha levado a esse fim.








Ouvindo: Dead End Justice - The Runaways

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Canção de um Verão pt. 2

Todo dia de manhã ela se encontra no mesmo lugar. Sentada no canto da minha portaria esperando uma vizinha minha sem muita importância.
Não lembro desde quando comecei a falar com ela, mas essa jovem menina já fez parte das minhas manhãs. E com o tempo, acabo por encontra-la vagando pelo meu prédio. As vezes chego a acreditar que ela mora aqui, mas sei que ela mora no prédio vizinho, apesar de passar mais tempo por aqui do que lá.
Descobri há um tempo que essa menina que sempre me deseja um bom dia com um largo sorriso estampado no rosto sabe o meu nome. De inicio foi assustador. Não tenho a mínima ideia de como ela descobriu. Mas hoje, apos encontra-la um numero de vezes recorde para um único dia, percebi que não sei o seu nome.


Resolvi então chamá-la de Bailey.








obs.: Estou baixando o meu filme mais esperado de 2010. Não, não eh Alice, nem Homem de Ferro e nem nada do genero. Estou falando de Runaways. ^^





Ouvindo: Reach for the Sky - Taylor Locke & The Roughs
[banda nova da tia Charlotte (ex-The Like) com um carinha do Rooney]

terça-feira, 8 de junho de 2010

Ticking Bomb pt. 2

Cansei de pensar. Cansei de agir.
Até respirar é cansativo.


Agora vou apenas viver.






Ouvindo: Play The Part - Eyes Set To Kill

Ticking Bomb

I used to stay away
I used to stay away from you
Such a funny thing
The liars in us do

I used to stray away
I used to stray away from truth
I cling to confliction
Like the battered and confused

You're a guilty pleasure
You're a guilty pleasure

Hearts knocking like a ticking bomb
Like a ticking bomb
Hearts knocking like a ticking bomb

I used to tell myself
That I would never change a thing
Now I'm someone else
And I can't remember me
And now I know you well
I know you well enough to say
What they call love
Is just another twisted game

You're a guilty pleasure
You're a guilty pleasure

Hearts knocking like a ticking bomb
Like a ticking bomb
Hearts knocking like a ticking bomb
Like a ticking bomb

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Hello

Quando o auge da semana é escrever uma historia sobre uma suicida.
Quando nem o cd tão esperado da Uffie te anima.
Quando Glee te faz chorar num episódio da GaGa.
É nessa hora que se percebe que algo está errado.

Sabe as três coisas que me perturbam constantemente?
a terceira tá no seu auge.

Mas amanhã será um novo dia.
Mesmo que nada mude, amanhã será um bom dia.
Menino Daniel e as meninas do Noskill irão me ajudar a ter um dia melhor.






Ouvindo: Poker Face - Glee Cast (sim, eu adorei essa versão ok)

domingo, 23 de maio de 2010

Planos e Promessas

O sangue estava vermelho e vivo. Gotejava pela casa deixando sua marca.
Caí num caindo pensando no que tinha ocorrido.
Algo estava esquecido.
Uma promessa me fez levantar.
Talvez fosse tarde demais, mas não tinha o direito de desistir.
Eu tinha uma promessa que me levava a vida.
E não podia quebrá-la.






Ouvindo: I Hate The Way You Love - The Kills

domingo, 16 de maio de 2010

Glass House

Pensava em todo momento: "Como consegui errar tanto?" "Como acreditei que fosse dar certo?" "O que eu estava pensando para agir assim?"

Passei meses vivendo apenas dentro de mim. Tentando criar o momento certo de agir. Errei. Agi na hora errada. Tudo estava perdido.
Um pouco de alcool no sangue e perdi o controle. Sabia que devia esperar, mas simplesmente não aguentava mais ficar nisso. Queria resolver tudo. Precisava resolver tudo.
Corri na direção errada. Abracei quem não devia. E apenas vomitei todas as palavras presas em mim.
Começou do jeito errado. Terminou mais errado ainda.
Senti cada parte de mim se quebrar em mil pedaços. Corri para o lugar que estou agora, sem saber exatamente que lugar é esse. E logo percebi que tudo estava acabado.
Não sei quanto tempo se passou desde o momento que fugi da minha vida, mas sei quantas chamadas perdidas tenho no celular.
Tentei levantar, mas minhas pernas não se mexiam como eu desejava. Cai para o lado e fechei os olhos. talvez eu tivesse um sonho bom. Talvez tudo tenha sido um pesadelo e agora é a hora de acordar.
Olhei para frente e vi a única pessoa que queria ver no momento.
Não sei muito bem o que aconteceu depois.
Quando acordei, estava em minha cama, como se nada tivesse acontecido.
Mas a ressaca me acordava e dizia que tudo tinha acabado. Não existia mais esperança. Nem amor. Nem fé.
Ou qualquer coisa que me faça acreditar.




Ouvindo: Black Roses Red - Alana Grace

terça-feira, 11 de maio de 2010

Canção de um Verão

Quando o telefone tocou às dez horas da manhã seguinte, Tibby já sabia o que era. Ao pegar no aparelho, ouviu soluços.
- Senhora Graffman, já entendi, não precisa dizer.
Tibby tapou os olhos com as mãos.

(...)

A terra em cima do caixão de Bailey ainda estava fofa. Tibby puxou de lado o tapete de grama e cavou o chão com as mãos. Beijou a sacola de papel e colocou Mimi no buraco. Depois a cobriu e pôs a grama de volta no lugar. Sentou-se no chão, em cima das duas. Via a lua linda caindo no horizonte. Uma grande parte dela queria simplesmente ficar ali com elas. Queria se enrolar e passar a ter a menor, mais simples existência, deixando o mundo correr sem ela.
Deitou-se. Enrolou-se. Mas mudou de ideia.
Estava viva. Elas estavam mortas. Tinha que tentar fazer de sua vida uma coisa grandiosa. A mais grandiosa que pudesse. Tinha prometido a Bailey que ia continuar jogando.


A Irmandade das Calças Viajantes



Por que me sinto tão conectada a Tibby?





Ouvindo: Our Lawyer Made Us Change The Name Of This Song So We Wouldn't Get Sued - Fall Out Boy

domingo, 9 de maio de 2010

No Air

Queria acordar e te ligar logo cedo.
Ouvir sua voz e finalmente conseguir respirar.
Mas sinto o ar me escapando aos poucos.
Como se ele não aguentasse a minha presença.
Você simplesmente não atende meus telefonemas.
Parei de ligar. Parei de tentar falar com você a todo momento.
Queria apenas saber como você está essa manhã.
Tento entender. Mas tudo está mais confuso.
Finalmente tenho que acordar.
Sair da cama e voltar a seguir em frente.
Sem o ar nos meus pulmões.
Sem sua presença ao meu lado.





Got me out here in the water, so deep
Tell me how you gon' be without me
If you ain't here, I just can't breathe
It's no air, no air



.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O Tempo

será que eu sou a única que me preocupo com o que está acontecendo?
será que eu sou a única que vejo o que está acontecendo?
já não posso fazer mais nada (me sinto cada vez mais fraca)
a força que a puxa para baixo é mais forte do que eu
grito para todos os cantos, mas ninguém me escuta
tento animá-la, incentivá-la a viver
mas ela é apenas uma garotinha com medo e perdida
já não consegue se mover
olha para o relógio contando os minutos que lhe faltam
não quero perdê-la, não posso perdê-la





"Então parece que o tempo parou
É tão estranho levantar e ver que nada mudou
Os dias são sempre iguais... sem você"







Ouvindo: Understand - Christina Aguilera

domingo, 2 de maio de 2010

Soil, Soil

oh and I’m feeling directionless yes
but that’s to be expected and I know that best
and in creeps the morning and another day’s lost
you’ve just written one dream and I reply fast

all you need to save me
all you need to save me
call (call) and I'll be curled on the floor hiding out from it all
and I won't take any other call

I feel like a fool so I'm going to stop troubling you
buried in my yard a letter to send to you
and if I forget or god forbid die too soon
hope that you'll hear me know that I wrote to you

all you need to say to me
all you need to say to me
is call (call) and I'll be curled on the floor hiding out from it all
and I won't take any other call

Terrible Storm

Tenho três posts atrasados... mas resolvi postar nenhum deles.
Talvez você entenda o motivo...



Estava triste e cansada como nos dias anteriores
Dias que se prolongavam cada vez mais
Tudo por causa de um erro estúpido
Cada dia que passa, esse sentimento se acumula mais e mais
E nada pode ser feito para corrigi-lo
Apenas enfrenta-lo pode mudar algo
Coragem pra mudar
Coragem para seguir em frente
Mostrar que ainda se tem tempo
Que a vida ainda pode ser vivida
E que ainda há a chance de ser feliz
Mesmo que você acredite que esse dia nunca vá chegar


Tentarei seguir em frente.
Tentarei criar coragem.
Tentarei voltar a viver.





Ouvindo: Cold Day In July - Dixie Chicks

sexta-feira, 9 de abril de 2010

In The Sun

Sorte de hoje: Sorria. Isso basta.


E assim começa o meu dia. Com um sorriso, dois aniversarios e um show.
Um dia anos 90.
Um dia novo.



E nesse dia eu resolvi (finalmente) postar esse texto.


"Muitas vidas são perdidas ao longo da vida, mas nenhuma tem mais valor do que a vida da pessoa que está sempre ao seu lado, rindo das besteiras que você fala, lhe dizendo para parar de beber, te mostrando a banda que no futuro será a sua favorita ou simplesmente ficando ao seu lado naquele momento onde não se faz nada. Essa vida você irá querer levar para sempre ao seu lado. Por isso, não morra, ok"




Agora vou ver um filme com a Kris (:






Ouvindo: Vapour Trail - Aqualung






E eu sei que no fundo tudo irá terminar bem.




sexta-feira, 2 de abril de 2010

Close Enough To Jump

o que eh esse aperto no coração que sinto quando vejo sua foto?


Sonhei com você essa noite.
E foi perfeito.
Era numa praia.
Engraçado pensar nisso. Eu não gosto de praia. Você não gosta de praia.
Não lembro de muitas coisas.
Lembro do pessoal da banda.
Lembro de alguns detalhes que nunca irei esquecer.
E lembro de você. Sorrindo sempre que olhava.
Eu abaixava a cabeça, sem graça.
Lembro da zona do pessoal, provavelmente num quarto de hotel.
Você ria, tão feliz. Eu ria junto, tentando ser feliz também.
E naquele momento, ao seu lado, sentia que não tinha como ser mais feliz.

Acordei num momento bom do sonho.
Me senti feliz por sonhar com você.
Mas no fundo, eu sabia que preferia nunca acordar.




Ouvindo: Die Die - Dominatrix

terça-feira, 30 de março de 2010

My Last Breath

Eu não quero que o amanhã apareça.

Quero correr durante a chuva. Sem rumo. Sem destino.
Esquecer que tenho obrigações.
Esquecer da existência de certas pessoas.
Quero fingir que não errei e que não tenho nada a temer.
Quero ter coragem para agir. Ou desistir.
Quero minha vida de volta.
Aquela vida que nunca tive.
Mas que sempre vivi.
Quero ser apenas o que quero.
O que sempre quis ser.

Quero respirar.
Sentir o vento em meu rosto.
Sua mão ao meu alcance.
Para que possa me apoiar.
E nunca cair.


Mas nem tudo que quero, posso ter.
Por isso, o amanhã já está chegando.
Por isso, sei que errei. E temo muito por isso.
Por isso, não tenho você como meu apoio.
E por isso, sinto que estou caindo.
Caindo sem rumo. Sem destino.





Ouvindo: He War - Cat Power