sábado, 25 de setembro de 2010

Freedom

Sentia seu corpo correr atrás de mim, tentando me puxar para o seu lado.
Mas eu não conseguia ouvir nada além daquelas palavras antigas que perturbavam a minha mente.
Andava sem olhar para os lados, tentando me livrar de qualquer tipo de pensamento que me fizesse cair naquele mundo.
Comecei a andar mais rápido. Corri numa direção qualquer, tentando fugir de tudo e de todos.
Foi quando sua mão encostou na minha. Era um calor estranho e reconfortante.
Senti seu corpo se aproximar e me abraçar.
Tudo que eu tentava fugir me atacava com ainda mais força.
Meus pensamentos começaram a se perder.
A areia do chão já não incomodava mais.
O sol começava a ir embora deixando tudo mais bonito.
Apenas sentia que tudo podia ficar mais bonito.
Eu apertava sua mão com muita força.
Sabia o que eu não tinha que fazer, mas era exatamente o que eu necessitava.
A lua começava a brilhar.
Já não tinha tantas pessoas na praia.
Tudo dependia de minhas decisões. Decisões que eu não queria tomar.
O sangue corria em minhas veias. Podia sentir meu coração pulsar.
Então pq eu não conseguia viver?
Pq eu lutava contra tudo que eu queria?
Era isso que eu queria.
Tudo era tão fácil, tão prático.
Mas minha mente não deixava. As palavras surgiam como flashs de uma vida que não era minha.
Não era a que eu queria viver.
E tudo mudava quando eu via o seu sorriso.
Era hora de mudar. De aceitar o meu destino.
De desistir de escolhas e simplesmente seguir.





Ouvindo: The Only Exception - Glee Cast

3 comentários:

Vivi Ichihara disse...

Nossas escolhas é que nos fazem.
E desistir delas para simplesmente seguir o fluxo pode ser uma perda de ideais e de identidade.
Pense nisso :)

The Writer disse...

Suas escolhas devem depender única e exclusivamente de VOCÊ. Não se deixe levar pelas influências alheias de reprovação e faça aquilo que você deseja e sente que é o melhor. Sempre.

Jessica disse...

"Então pq eu não conseguia viver?
Pq eu lutava contra tudo que eu queria?
Era isso que eu queria.
Tudo era tão fácil, tão prático.
Mas minha mente não deixava. As palavras surgiam como flashs de uma vida que não era minha."

CLarice Lispector sofria do mesmo. Do mesmo que sofremos, todos nós. Não há luta maior do que a nossa contra nós mesmos.
Seguir em frente? Sempre, mas a simplicidade não é essa. Você não vai desistir do que você quer. Porque ninguém consegue. O problema não é desistir do que quer, é não conseguir fazer o que quer, o que sente por dentro, seja por qual motivo.
Acho que você sabe que o problema é esse. Também é o meu.
Mas sinceramente, você tem mais coragem. Vá em frente, se deixe ir. Só não se perca no caminho, volte pra casa :)